Páginas

domingo, 1 de novembro de 2009

Poções, MG, 26 de outubro de 2009

LINHAS DE ‘TCHAU’


Leva sacola, leva leva.
Mochila, guarda-chuva, sapatos.
Leva fotos, leva leva.
E uma porção de recordações.


Vem aqui na casa de minha vó, ela quer te ver. Dar um “oi”, um “tchau”.
Um adeus também para Dona Maria:
“quando chegar lá na sua terra, dá um abraço bem apertado na sua mãe por mim, tá?!”
Um abraço nos meninos, choro leve.


Ônibus.
Andou um pouco e foi parado na esquininha.
“Espera um pouco, motorista, só um pouquinho”
Entrou Dona Bil.
Entre as fileiras das paltronas, veio ela, cabeça baixa, passos rápidos
No fundo do ônibus, onde eu estava com minhas malas,
deu-me a mão.
“Deus te abençoe, filha! Viaje com Deus!”
Amém, Dona Bil, Amém.
Voltou ela, obrigado motorista, o ônibus anda.


Ali na frente para de novo.
É o motorista, com uma garrafa de refrigerante vazia, foi até o moço que tirava leite das vacas.
Encheram a garrafa.
Seguiu em frente, leva leva.

2 comentários:

Claudio Mendes disse...

Só sei dizer que estive contigo pela estrada ao acabar de ler tudo o que foi postado neste blog, e de trás pra frente.
Que gostoso , lindo e cativante saber da generosidade das pessoas desses pequenos povoados, fiquei bastante emocionado com os teus relatos, deu uma vontade de estar ai, mas não sou Genifer, que bom que assim seja, o certo mesmo é você dai e eu daqui. Sentimentos iguais e diferente poporcionados por pessoas que eu sei que nunca irei conhecer.
Mas conhecemos, todos, uma gringa que passou por nossas vidas.

Viva a boneca, viva a bonequeira e via a troca.

Hoje você também e todos os que estiveram e estão nessa caminhada deixaram algo em mim.

Essa é minha forma de partilhar,contibuir com a troca.
Beijos,vá sempre na pa, que a sorte e o desejo de continuar, sempre ao teu lado. Eu fico, pois sei que sou uma pessoa de ficar.
Beijos breves.


Te amo e muito.
Claudio.

Su ! disse...

Muitos dias sem postar...
Espero que esteja tudo bem!
Beijos!